Música de Domingo #45: Queens of the Stone Age

O álbum vazou essa semana no Torrent mais perto de você. Mas o lançamento do sétimo álbum do Queens of The Stone Age, “Villains”, segue firme forte no dia 25 de agosto.

A banda de Josh Homme e companhia divulgou essa semana mais uma música inédita do novo álbum, “The Evil Has Landed”. O álbum tem produção do Mark Ronson, produtor de estrelas do Pop como Bruno Mars, Adele e Amy Winehouse.

Going on a living spree
Plenty wanna come with me
You don’t wanna miss your chance
Near-life experience
Faces making noise
Say, be good girls and boys
It ain’t half empty or full
You can break the glass, or drink it all
Dig it

A música que saiu essa semana mostra que o QOTSA não fugiu tanto assim das suas origens com o trabalho conjunto com o Mark Ronson. As guitarras pesadas e o ritmo típico da banda continuam presentes.

E esse rumor de uma turnê conjunta com o Foo Fighters em terras brasileiras? Por aqui já comecei a contar as moedas pra pista VIP e vocês?



Continue Reading

Música de Domingo #44: Far From Alaska

integrandas da banda de rock Far From Alaska

Far From Alaska tem sido uma das as minhas bandas brasileiras favoritas dos últimos tempos. Essa semana, a banca lançou o segundo CD, “Unlikely”e ficamos bem satisfeitos por aqui.

Já tinha ouvido o primeiro single “Cobra” que foi lançado em junho e sabia que o álbum teria a mesma qualidade do primeiro CD, “modeHuman”, lançado em 2014. Como eles cantam em inglês, a banda já vem recebendo atenção lá fora.

But if you wanna leave a scar you have to cut a little deeper
Oh yeah, oh right, you don’t use a knife
You use this motherfucking poison
Like a red spitting cobra
A red spitting cobra

Minhas favoritas do disco novo até agora são Flamingo, Pig e Monkey. Recomendo muito pra quem não conhece e quer conhecer uma super banda nacional.

 



Continue Reading

Música de Domingo #43 – Arcade Fire

Capa do CD Everything Now, da banda Arcade Fire

De cd novo lançado essa semana, o Arcade Fire mostra que tá vivão nesse show business.

“Everything Now” foi o primeiro single lançado e achei bem grudento na cabeça. Eles tão com uma aura meio disco-Abba-feelings que eu tenho gostado, afinal Abba é muito maravilhoso.

Every inch of space in your head
Is filled up with the things that you read
I guess you’ve got everything now
And every film that you’ve ever seen
Fills the spaces up in your dreams
That reminds me (Everything now, everything now)

Outras músicas interessantes do álbum são Signs of Life, Chemistry e Put your Money on Me.

O disco é redondo, mas talvez não seja o melhor da banda. Difícil na minha opinião superar os dois primeiros, mas é um bom trabalho.

Há boatos que a turnê vem pra São Paulo e Rio de Janeiro em dezembro e estamos muito animados nesse blog.



Continue Reading

Música de Domingo #42: Linkin Park

chester bennington, valocalista da banda de rock Linkin Park

Infelizmente o Música de Domingo mais uma vez celebra um artista que morreu essa semana.

Chester Bennington, uma das vozes do Linkin Park, cometeu suicídio na última quinta-feira. O artista tinha um histórico de abuso sexual e uso de drogas.

Lá na minha juventude, Linkin Park foi umas bandas mais importantes pra mim. Quando comecei de fato a moldar meu gosto musical que me acompanha até hoje, os dois primeiros álbuns da banda me acompanharam no ensino médio e ajudaram nessa fase que não é muito boa pra maioria. Uma pena que as palavras não tiveram o mesmo efeito pra ele.

Apesar de não acompanhar a nova fase da banda, eu sempre voltava a esses dois CDs marcantes e cantava a plenos pulmões todas as músicas.

Minhas favoritas, sem ordem de preferência:

I tried so hard and got so far
But in the end, it doesn’t even matter
I had to fall to lose it all
But in the end it doesn’t even matter

 

And I know
I may end up failing too
But I know
You were just like me
With someone disappointed in you

I find the answers aren’t so clear
Wish I could find a way to disappear
All these thoughts they make no sense
I found bliss in ignorance
Nothing seems to go away
Over and over again

Continue Reading

Música de Domingo #41 – Chris Cornell

Cantor Chris Cornell

Na última quinta feira a gente ficou chocado com a notícia da morte do Chris Cornell. Ainda tenho comigo aquela sensação de não acreditar muito e por isso o Música de Domingo é dedicado a ele.

O cantor foi encontrado morto e tudo indica que foi suicídio, que pode ter sido provocado por um remédio controlado.

Conheci essa voz marcante de Cornell no Audioslave, apesar dele ter reconhecimento por causa do Soudgarden, mas eu sou cria dos anos 90 e 2000, me desculpem. Audioslave, junto com o Them Crooked Vultures, são as minhas superbands  favoritas.

The things that I’ve loved, the things that I’ve lost
The things I’ve held sacred, that I’ve dropped
I won’t lie no more, you can bet
I don’t want to learn what I’ll need to forget

Continue Reading

Eu Fui: Foo Fighters @ Maracanã

Hoje não tem Música de Domingo por motivos de: não superei ainda ter visto minha banda favorita há exatos 7 dias. Por isso, vou tentar pôr em palavras o que rolou no Maracanã semana passada.

____

Foo Fighters no Maracanã 2015

Depois de quase 3 anos, eles estão de volta. Turnê passando em 4 cidades brasileiras shows grandes e televisionados. Meu veredicto: Melhor do que eu me lembrava!

Depois do show ontem eu posso dizer que de fato vi um show do Foo Fighters. O Lollapalooza foi mágico, mas ver os caras que é bom, não rolou. Vi miniaturas da banda que eu adoro. Dessa vez investi na pista VIP e pude vê-los de um ângulo mais favorável. Minhas fotos ficaram ruins, mas não ligo pra isso não, elas vão ilustrar esse post porque o que importa são as lembranças.

Apesar da longa carreira, o setlist teve músicas de todas as fases e discos da banda. Destaque pra Big Me, meio acústica, com um coro sensacional. Foi legal também ouvir algumas músicas novas como Something From Nothing, Congregation e In The Clear.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Única coisa ruim que aconteceu foi o corte de duas músicas no final do show: Outside e These Days estavam previstas no setlist mas foram cortadas e pelo que eu li por aí foi culpa da produção do show do Maracanã que mandou encerrar o show. Se isso for verdade mesmo, acho uma falta de respeito com os fãs que pagaram caro para estar lá.  Duas músicas a mais não mata ninguém, afinal a banda toca por mais de duas horas e isso tem que ser levado em conta.


Estrutura

Apesar de um show grande, achei a estrutura bem bacana. Entrada bem sinalizada e sem filas. Cheguei um pouco antes do show do Kaiser Chiefs e não encontrei problemas pra entrar. Muita gente reclamou da distribuição de água mas o que sempre me chova em eventos é o preço das coisas: um copinho merreca custar 6 reais é duro, viu? E não tínhamos opção dado o calor digno de sucursal do inferno que a gente tem enfrentado aqui no Rio de Janeiro. A saída do show foi bem tranquila e o Metrô colaborou ficando aberto até mais tarde pro pessoal voltar pra casa.

Shows de Abertura

A seleção das bandas de abertura foram bem interessantes. Não vi o show rápido do Raimundos, mas li muitos elogios pela social media. Já fui em show deles duas vezes aqui no Rio e gosto muito da banda.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Já o Kaiser Chiefs não é uma banda tão relacionada com o Foo Fighters mas eles fizeram sucesso também. Sabiam que seria uma aquecimento para a banda principal e na performance isso ficou bem claro, principalmente com a hiperatividade do vocalista Ricky Wilson. Eles cumpriram bem a função de abertura e eles gostaram muito de estar no Brasil, tomara que voltem em breve.

 

O post tá raso pra caramba, mas em se tratando de banda favorita, a análise cede a vez para a emoção.

 

 

Continue Reading

Música de Domingo #40: Russian Red

Nada me dá mais aflição do que ouvir uma música na TV e ficar igual louca procurando no Google quem canta a bendita canção. Com essa música aconteceu exatamente isso: ela é trilha de uma propaganda do E! e levei um certo tempo pra descobrir que é a Russian Red a dona da música.

 

And all the boys and all the girls are doing fine
Cause they have trust and
Dont need to pray for all their lives
But older people seem to worry they feel sorry for a time

Russian Red é o nome artístico de Lourdes Hernández, cantora natural de Madrid e que despontou para o mainstream em 2008. Ela tem três CDs de estúdio: o mais recente, Agent Cooper, foi lançado em 2014 e tem a música de domingo de hoje.

 Links:

Facebook | Twitter | Instagram | Site Oficial

Continue Reading

Música de Domingo #39: The Birds of Satan

the_birds of_satan

Birds of Satan é o mais novo projeto paralelo do Taylor Hawkins, baterista do Foo Fighters. No dia 15 abril sai o álbum, com participação dos amiguinhos do Foo Pat Smear e Dave Grohl.

Adoro acompanhar os projetos paralelos dos músicos que gosto  pois em todos eles conhecemos um lado novo dos integrantes. Taylor tem uma voz muito boa que passou a ser explorada pelo Foo Fighters só depois do quinto álbum com “Cold Day in The Sun”. Agora é aguardar o álbum mas a banda já lançou o aúdio de Thanks For The Line:

Continue Reading

Música de Domingo #38: Os esquecidos do Grammy

grammys

Hoje é dia de Grammy, aquela premiação com 25 mil categorias mas que no final só umas 10 realmente importam.  Com tantas categorias é quase impossível que algum artista de destaque da música mundial não tenha um gramofone em casa, certo? Bom, não é bem assim.  A Rolling Stone americana fez uma lista com 25 artistas que não ganharam um Grammy sequer.

Alguns deles até já foram reconhecidos com indicações. É o caso de nomes  como Snoop Dogg, Depeche Mode, Katy Perry, Guns n´Roses, Oasis, Morrissey e Queens Of Stone Age.

Na lista ainda aparem artistas que não receberam nenhuma indicação ao prêmio, como é o caso de Spice Girls,  Strokes, Velvet Underground. São  artistas  que tem uma base de fãs bem considerável. O Grammy sempre foi uma premiação com categorias em quase todos os estilos musicais e por isso a maioria desses artistas poderia ser pelo menos indicada a alguma coisa.

Pra mim, as maiores injustiças são Strokes e QOTSA. São bandas sólidas que mereciam o reconhecimento. Hoje Josh Homme e cia tem chance de reverter isso, já que concorrem com o “Like The Clockwork” a melhor álbum de Rock e My God Is The Sun como melhor música de rock (ou algo do gênero)

Com esses artistas que ficaram chupando dedo, fiz a playlist mais louca que provavelmente esse blog vai ver: Os esquecidos do Grammy. Clica no player aí embaixo pra ouvir:

[gigya src=”http://grooveshark.com/widget.swf” type=”application/x-shockwave-flash” width=”400″ height=”400″ flashvars=”hostname=grooveshark.com&playlistID=94693788&p=0″ allowScriptAccess=”always” wmode=”window”]

Continue Reading

Música de Domingo #37: Odesza

odesza_band

Conheci o duo Odesza hoje cedo, porque uma música deles ela trilha sonora de um vídeo que estava assistindo no Vimeo.

A dupla é formada por Harrison Mills (Catacombkid) e Clayton Kight (BeachesBeaches). Os dois se conheceram na faculdade e acharam bacana se unir e fazer um som.

O som é bem lounge com uma pegada eletrônica. Recomendo duas músicas:

How did I get here?

My Friends never die

Links:

Facebook | Twitter | Site

Continue Reading
1 2 3 7